Após empate no tempo regulamentar, decisão foi definida nas cobranças de shoot-outs

Cabofriense bate o Vasco e se torna a campeã carioca de 2015 (Foto: Daniel Oliveira/Divulgação)

Cabofriense bate o Vasco e se torna a campeã carioca de 2015 (Foto: Daniel Oliveira/Divulgação)

Globoesporte.com – A Cabofriense conquistou o Campeonato Carioca de Futebol 7 ao derrotar o Vasco, na manhã deste domingo, em Niterói, no Rio de Janeiro. O título inédito veio apenas nas cobranças de shoot outs (o equivalente aos pênaltis), após empate sem gols no tempo normal. A equipe da Região dos Lagos e venceu por 2 a 1 para fazer a festa no gramado do Colégio Salesiano.

A conquista acabou saindo dos pés do jogador mais conhecido em campo, mas não como herói. Vander Carioca, que brilhou por muitos anos na seleção brasileira de futsal, desperdiçou a cobrança que deu o título à Cabofriense. No primeiro jogo, no sábado, houve empate por 1 a 1.

O JOGO

O Vasco iniciou a partida melhor, marcando pressão no campo da Cabofriense. Porém, o time da Região dos Lagos resistiu, e o sol forte fez com que a equipe cruz-maltina perdesse o ímpeto inicial. A segunda etapa foi mais marcada pelo equilíbrio na posse de bola, mas com o Vasco criando mais oportunidades. Na melhor delas, Zé Renato parou na trave após desvio de Deko. O goleiro voltou a salvar a Cabofriense ao fazer linda defesa numa bomba de Romarinho. Daniel Miranda, cara a cara, ficou com o rebote, mas bateu fraco e permitiu a defesa adversária.

Pelo lado da Cabofriense, muita cautela e apenas uma boa chance com Dieguinho, que desperdiçou um rebote dentro da área. Com o fim do tempo regulamentar, a decisão foi para os shoot outs. Os dois times trocaram de goleiro. Rubão foi para a meta alvinegra, enquanto Moranga assumiu o posto rival.

Maicon abriu o placar. Gaúcho deixou tudo igual para os vascaínos. Rubão defendeu o chute de Aílton, mas Moranga não permitiu a vantagem dos cruzmaltinos. O goleiro, que no sábado já havia defendido um pênalti, salvou a cobrança de Luizinho.

Wanderson fez 2 a 1 para a Cabofriense, deixando a Vander Carioca a obrigatoriedade de marcar para manter o Vasco na briga. O veterano avançou e, com categoria, deslocou o goleiro. Mas a bola bateu na trave e não entrou por pouco.

Foi o suficiente para dar início à comemoração do time de Cabo Frio. Um princípio de confusão foi contornado após Moranga ter dito que “não adiantava roubar”. Daniel Miranda partiu para cima do adversário, mas foi contido e depois aceitou o pedido de desculpas.

Apesar de triste por não ter ficado com a taça e por ter perdido o shoot out decisivo, Vander Carioca disse estar muito feliz com a oportunidade de ter disputado o torneio.

– Fui recebido muito bem no fut7. Torço para que o esporte cresça ainda mais, ano que vem eu penso em voltar ao futsal, mas espero um dia voltar ao fut7 – disse o jogador, de 39 anos.

A matéria original do site globoesporte.com, com os lances da partida, pode ser conferida aqui.


buscar

leia também

ver todas as notícias


ff7rj

faça parte de nossas redes sociais

Facebook Twitter Youtube

governo rj

Apoio Governamental

riotur
Liesa

Copyright© 2007-2014 Federação de Futebol 7 do Estado do Rio de Janeiro Desenvolvido por Adron Digital Studio - Todos os Direitos reservados